racionalização das emoções

há coisas de que gosto, ou pelo menos que me proporcionam relativas boas sensações, mas das quais não acredito em absoluto, nem sequer as tenho como imprescindíveis a uma vida de qualidade, que, ainda assim me desiludem.

quando isso acontece, passo demasiado tempo (uma hora ou duas) a repetir mentalmente à minha consciência que não devo ficar minimamente aborrecido por uma coisa que, afinal, não é importante ao meu bem estar.

esta atitude pode limitar, em muito, a possibilidade de vivência das boas emoções, eu sei. mas não faz parte do processo de autoeducação, contrariar sentimentos que não representem qualquer incremento de um bem estar efetivo e sustentado? eu acho que sim. por alguma razão, nós humanos, nos distinguimos dos restantes animais, pela racionalidade nas emoções.

Advertisements

comentários existenciais

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s