sentido de (pouca) solidariedade

despertou-me a atenção a conclusão do estudo de um investigador português. pessoas com mais dinheiro e mais formação académica, são mais avessas a participar em ações de solidariedade e mais insensíveis com os problemas sociais.

generalizar é um erro fácil e tentador de cometer, é uma verdade inquestionável. mas, a minha opinião baseada no senso comum, foi sempre a de ir ao encontro das conclusões deste estudo. pela simples razão de que, a capacidade de ser melhor sucedido em qualquer objetivo, incluindo os da obtenção de bens materiais, está, muitas vezes, associada a uma certa ambição (desmedida ou não), a egoísmo e indiferença para com o bem-estar dos outros. portanto, há mais disponibilidade mental e emocional se não houver preocupação com os problemas laterais, logo mais concentração e foco naquilo que são os objetivos pessoais. nem sequer entro no campo do “não importam os meios para atingir os fins”, mas podia.

este não é o primeiro relato que me aponta neste sentido…

Advertisements

comentários existenciais

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s