praticar o verdadeiro significado, não falar dele em vão

não são raras as vezes que me questiono se, a gente que anda por aí a pregar a necessidade de um “novo 25 de abril”, terá a noção exata do que era o pré 25/04/1974?

estou convencido que há muita gente a confundir liberdade com libertinagem, absolutamente convencida de que liberdade é ter direito a tudo, sem lutar por absolutamente nada, que liberdade é fazer o que bem (ou mal) lhes apetecer, sem estar minimamente preocupado com a liberdade dos outros, que liberdade não implica condicionalismos ou sacrifícios, que liberdade é egoísmo, egocentrismo e excentricidade.

há momentos que me sinto um tirano austero só por questionar o espírito de liberdade dos mais inconformados, independentemente dos motivos que servem para sustentar o conceito de liberdade de cada um.

mas, uma breve reflexão daquilo que é a vida, em toda a sua abrangência moderadamente complexa, dissipa quaisquer dúvidas sobre a minha eventual tirania austera.

celebrem-se os valores de abril respeitando o espaço do outro, espaço esse que abrange os direitos, mas também os deveres. esse é o verdadeiro desígnio de abril.

Advertisements

comentários existenciais

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s