ainda não é comigo!

é curioso ver um jovem casal com a sua cria recente e toda uma interação social.

antes o discurso fluía de forma descontraída e com recurso a linguagem cool, com temas de conversa variados, mas sempre bastante interessantes, como destinos turísticos, novas tendências de moda, as novidades auto, cultura, noitadas, aqui e ali algumas nuances mais responsáveis com referências e comentários a uma ou outra opção politica ou temas ligados à economia e finança.

agora não! agora o único, sim ú-n-i-c-o, tema de conversa é a cria, e passam a fazer parte do léxico, independente de se estar em público ou não, palavras como: mamar, borrado, fralda, papa, bouçar, percentil, etc., etc., e ainda expressões como “minha coisinha fofa”, “ohh, tão querido”, “vamos nanar”, e tudo sem quaisquer pruridos! para além do choro constante que até faz doer os olhos.

é este o destino?! degradante!

Advertisements

comentários existenciais

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s