relações de desproporcionalidade

como é possível que uma desproporção tão grande de massa corporal entre mim e uma melga – e quero acreditar que a relação de desproporcionalidade se mantém no que respeita à massa encefálica – pode ser tão inversamente desigual quando se trata duma luta que opõe homem e bicho. o primeiro quer, e necessita muito, dormir e descansar. o segundo insiste em zumbir e picar durante toda a noite! e vai ganhando round após round.

é verdade que o primeiro passou uma noite em branco e um dia seguinte ainda mais difícil. mas o segundo acabou por, depois dos danos causados, sucumbir por esmagamento seguido de afogamento.

só espero que a nova lei que criminaliza os maus tratos a animais domésticos, não abranja as melgas!


comentários existenciais

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s