o caos das oferendas natalícias

está aí a epidemia das prendas de natal. detesto!

e não é só na perspetiva de ter que dar. não. eu não tenho qualquer interesse em receber e ficar a sentir-me comprometido por algo que, se calhar, até nem dou utilidade absolutamente nenhuma. mas a convenção social impõe que se ofereça… e que se receba de sorriso rasgado.

além do dinheiro mal gasto, que é um recurso pouco abundante, são as dores de cabeça, o stress e o cansaço que toda a envolvente provoca!

para mim, ou me oferecem coisas substantivas, que valham realmente a pena, ou então, agradeço, mas passo. sei lá, penso assim num carro, numa casa, coisas com utilidade efetiva!

vá, na pior das hipóteses, mas a muito, muito custo, ainda aceitava um anjinho. daqueles da victoria’s secret!


comentários existenciais

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s