estou farto de carneiros

deito-me, cansado e com sono, já após ter dormitado no sofá. volta para um lado, volta para o outro, vem-me à memória uma obrigação, depois uma tarefa em atraso, um prazo apertado, uma irritação, uma mágoa, uma injustiça, uma memória menos boa (depois tudo no plural)… o sistema nervoso entra em ebulição, a cabeça explode em dor e, já noite dentro, não há forma de pregar olho e descansar convenientemente.

a insistência, neste caso, não me parece ser uma boa opção, por agravar os sintomas, e a solução terá que passar por um chá quente e umas palavras “datilografadas”. talvez aliviem a ansiedade.

é nestes momentos que o meu gosto pela vida urbana parece desvanecer e que sinto uma enorme falta do campo e umas tarefas de bricolage.


comentários existenciais

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s