incoerência

eu não gosto de ser fundamentalista em relação ao que quer que seja. religião, politica, opções sociais, posições laborais, orientações sexuais, clubismos, nada. mas faço questão de ter as minhas opções pessoais. não me coíbo de as fazer.

é verdade que tenho as minhas particularidades na alimentação. por isso, e para as fundamentar, gosto de explorar e pesquisar. e foi o que fiz em relação ao conceito da alimentação macrobiótica.

pesquisei, pesquisei e cheguei a uma conclusão. os adeptos deste estilo de alimentação não são propriamente coerentes. ora, se um dos princípios deste estilo de vida é o consumo de alimentos e recursos característicos do ecossistema da qual se faz parte, por uma questão da salvaguarda do meio ambiente e da manutenção do próprio ecossistema, como é que é possível que qualquer “macrobiótico” tenha como alimentos base da sua alimentação um conjunto de alimentos exóticos, como p.e. a quinôa e algas?


comentários existenciais

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s